Sexta em Festa – Com 3 dicas apenas…

E estamos mais uma vez no final de mais uma semana! Já começamos a antecipar o nosso descanso e as boas companhias que vamos ter hoje à noite, no Sábado à noite ou no almoço de Domingo. Preparadas/os? Nem por isso? E que tal umas 3 dicas para que tudo corra bem? Vamos a isso:

1. Designe tarefas

Não queira fazer tudo sozinha. Mesmo que seja solteira, desimpedida e a viver efectivamente sozinha, pode sempre pedir ajuda e delegar algumas tarefas com as quais não se sente tão à vontade para quem é perito (aquele seu amigo com um jeitaço para fazer sobremesas veio mesmo a calhar). E se tiver que cozinhar para um inteiro pelotão, vai acabar por chegar à hora do jantar extenuada e sem vontade de gozar seja o que for. Se tiver ajudas em casa, está na hora de cobrar! Ponha o seu marido/companheiro a cortar o ananás ou a fazer outra tarefa que não ponha em causa a sua suposta virilidade e, se tiver filhos mais velhos e capazes (por mais que eles digam que não o são), ponha-os a pôr a mesa ou a lavar pratos – até pode ser educativo para eles… pois, tá bem, tá…

2. Planeie actividades

Se tiver crianças em casa não demasiado pequenas e que não tenham ninguém que tome conta delas, escolha uma actividade com elas que as mesmas gostem e que possa entretê-las enquanto anda pela cozinha. Um filme que gostem de ver (pela centésima vez), um dos jogos preferidos delas que não obrigue a mãe ou o pai a andar de gatas depois a apanhar pecinhas microscópicas e repentinamente invisíveis feitas de um qualquer material peganhento muito na moda no mundo dos brinquedos histéricos desta década ou alguma actividade remotamente relacionada com o evento que está a preparar (fazer os trabalhos de casa ou pôr a roupa a lavar, com jeitinho, com jeitinho, poderá ter alguma relação…) e que possa ser recompensado mais tarde. Pode sempre pedir aos irmãos mais velhos que tenham a grande responsabilidade e privilégio de vestir o irmão mais novo, o tal que lhe demora a si, em média, 30 a 40 minutos por dia só para lhe vestir a camisola. Isso deverá segurá-los até à hora do jantar. Mas recompense-os. Eles mereceram. Lembre-se, no entanto, de escolher antecipadamente a roupa que vão vestir, senão sucede-lhe uma ou duas coisas: encontra todo o conteúdo dos armários deles e dos seus (sim, também dos seus: nada fica incólume quando se trata de deixar a escolha de roupa nas mãos dos mais novos… ou de uma filha adolescente…) por todo o chão dos quartos ao ponto de deixar de distinguir em que quarto entrou; o seu menino mais novo aparece vestido com todas as coisas que coloca sempre no fundo da gaveta e que espera que nunca vejam a luz do dia de tão monumentalmente horrorosas que são (e que só veste quando a tia Ermelinda vem fazer uma visita).

3. Arrume o frigorífico

É um dos nossos erros mais comuns: planeamos o jantar e achamos que o nosso frigorífico é aparentado com a bolsa da Mary Poppins e que tudo irá caber na perfeição como no jogo do Tetris. Não podíamos estar mais enganadas: na verdade, o nosso frigorífico assemelha-se mais a um Rubik’s Cube onde há uma ordem específica para tudo caber bem apertadinho, mas infelizmente nos é totalmente desconhecida e só os génios a conseguem decifrar. Resultado: a poucos minutos da chegada dos convidados e nós ainda de t-shirt malcheirosa e de pantufas ou no final da pantagruélica refeição e com uns copinhos a mais, acabamos de gatas, com o jarro dos pickles e o prato da lasanha no chão da cozinha a gritar obscenidades ao nosso Smeg (no meu caso Siemens) e a beber mais uma bijeca para arranjar um espacinho para guardar aquele tupperware esquisito e que está a pingar uns líquidos muito estranhos. Regra de ouro: arrume bem o seu frigorífico de manhã, se tiver tempo (hora de almoço também dá jeito) ou no dia anterior. Preveja que espaços irá necessitar para colocar a sobremesa, as bijecas, o vinho branco caseirinho que o seu tio ofereceu e arranje espaços para o que irá entrar no firgorífico no final da refeição, tendo em conta que colocar mais de 4 items acavalados não é perícia, é um número de circo com todas as probabilidades de correr mal e um desafio às leis de Newton. E, por amor de Deus, deite-me fora essa panela com restos de sopa de nabiça: uma semana só tem 7 dias, não tem 9 e nem o seu hipotético cão quereria comer isso agora.

Desta vez ficamos por aqui mas para a próxima sexta terei mais 3 dicas para lhe dar.

Boa Sexta e Boas Arrumações!

WINE

“Eu acho que não é isso que se deve fazer quando se pede para reduzir o vinho.”

About the Author:

Decidida, perseverante e viciada em desafios, mãe de 3 filhotes e esposa de italiano, a Rita é também, nas horas vagas, licenciada em Línguas e Literaturas Clássicas e Portuguesas, um curso que, indirectamente, a impulsionou a descobrir o mundo, ainda inexplorado, dos dispositivos médicos e da criopreservação de células estaminais, onde exerceu um papel de relevância no apoio logístico. Teve desde cedo o bichinho da organização, com a mania de querer sempre melhorar tudo e encontrar soluções para toda a gente e foi nesses dois âmbitos dos serviços médicos que começou a perceber que havia ali algum padrão reconhecível e caminho a singrar. Acabou a seguir o trilho de Professional Organizer, profissão ainda desconhecida em território português, fez formação nos Estados Unidos e tornou-se numa das POs pioneiras em Portugal, com formação certificada pela NAPO (National Association of Professional Organizers) da qual é também membro. Já andou pelo Consulado de Itália no Porto e pelo ramo imobiliário, mas é na OrganiGuru, a escrever o seu blog de ideias de organização (OrganiBlog) e a ajudar clientes a organizarem-se melhor que a Rita se sente como peixe dentro de água. Perita também na gestão de projectos e pessoal, nos seus tempos livres adora viajar e aprender novas línguas, deixar no perfil do FB as mil e uma ideias que lhe passam pela cabeça, resolver o cubo de Rubik 3x3 (quase) em apneia e aventurar-se pelo mundo da pastelaria, a sua catarse e terapia pessoal, sobretudo se envolver chocolate com 70% de sólidos de cacau. E uma cervejinha artesanal.

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.