Peça à Terça – “A-Listem-se, a-Listem-se, diziam eles!” (2)

Bom dia e bem-vindos a mais um “Peça à Terça”! Hoje continuaremos o desafio lançado na semana passada sobre a sua lista de compras. Vamos às respostas!

1. A minha lista de compras é:

  • a) inexistente
  • b) uma seca de preencher
  • c) uma boa ferramenta para poupar tempo
  • d) um bom substituto de papel higiénico
  • Apesar de reconhecer a capacidade absorvente da celulose, creio que o grande aspecto positivo de uma boa lista de compras seja a sua funcionalidade. Se utilizada correctamente, pode poupar-lhe muio dinheiro e muito tempo. Tudo o que conseguir planear e transformar numa rotina acaba por ser mais fácil e mais automático, deixando a espontaneidade para as coisas verdadeiramente importantes. Se preencher a sua lista é uma tarefa que não lhe agrada (mas agrada a quem?), experimente fazer outras coisas contemporaneamente de que goste e que possam futuramente associar-se a esta tarefa entediante: ouça música, dance ou veja a sua série preferida (pode sempre segui-la só pelo som, por exemplo),

    2. Organizei a minha lista:

  • a) alfabeticamente
  • b) por corredores
  • c) por tipo de produtos
  • d) chocolate, cerveja e depois o resto
  • A forma de organizar a sua lista irá depender da sua rotina. Se costuma ir sempre ao mesmo supermercado, então poderá customizar a sua lista conforme a disposição dos corredores: encontrar os produtos que pretende será uma verdadeira brincadeira de crianças. Se, no entanto, fizer compras em mais do que um sítio ou se não tiver um sítio específico onde faça compras, opte por organizar a sua lista por tipo de produtos: lacticínios, bebidas não alcoólicas, bebidas alcoólicas, mercearias, congelados, frescos (carne, peixe, vegetais e fruta), etc. Assim será mais fácil aperceber-se do que falta em casa (incluindo o chocolate e a cerveja) e preencher a lista não será tão trabalhoso.

    3. Há quanto tempo fiz a minha última lista?

  • a) há precisamente 2 meses, 1 semana, 3 dias e 10 horas
  • b) no ano passado
  • c) já não me lembro
  • d) amanhã
  • A sua lista deve reflectir as suas necessidades actuais e as da sua família, portanto convém que vá sendo actualizada conforme o uso. Não convém muito andar com uma lista com produtos de amamentação e papas de cereais sem glúten se já tem filhos adolescentes. Marque um dia no calendário para rever a lista ou simplesmente marque na última lista que preencheu as mudanças que quer fazer e guarde-a. Ao fim de 3 listas marcadas, dê uma vista de olhos nas mudanças que foi apontando e debruce-se sobre o assunto: dessa forma a revisão da lista será mais rápida e fácil de fazer. Atenção que “amanhã” normalmente é um advérbio de tempo que define algo a acontecer no futuro…

    4. Quantas páginas tem a minha lista?

  • a) 2 páginas (só tem os produtos que normalmente compro todas as semanas)
  • b) 10 páginas (tem que ter absolutamente TUDO – quem sabe quando irei precisar de ovos de codorniz albina ou de uma garrafa de água de gelo de Annapurna?)
  • c) escrevo tudo na mão
  • d) Páginas? Nesta era digital? Nã!…
  • Uma lista deve estar actualizada e conter o que costuma comprar, com alguns produtos sazonais, outros que compra pontualmente e em ocasiões especiais. Nunca deve pôr produtos que nunca irá considerar comprar, nem tão pouco produtos que se encontram com dificuldade. Se tem jeitinho com as novas tecnologias e possui um smartphone tipo IPhone poderá comprar ou descarregar gratuitamente uma aplicação tipo lista de compras que lhe permita adicionar todos os produtos que pretende por categorias e tipo de lista. Levará mais tempo a personalizar a sua lista, mas depois não terá que o fazer de novo e a sua lista poderá guardar por predefinição as quantidades que costuma comprar o que é bastante útil. O grande bónus é o facto de não estar a gastar folhas de papel…. e as suas mãos agradecem!

    5. Quanto tempo demora em média a preencher a sua lista?

  • a) o meu frigorífico preenche tudo
  • b) precisamente 10 minutos e 30 segundos
  • c) uma eternidade…. mas quando tempo mais precisam os cientistas para inventarem um andróide para fazer estas coisas??
  • d) preencho no caminho para o super a guiar com uma mão e a escrever com a outra, enquanto mando uns valentes berros lá para trás a ver se os miúdos param de mexer nas bolachas e de espalhar sumo por todo o lado…
  • Uma lista prática é uma lista que não demore muito a preencher. Se fizer do seu preenchimento uma rotina e começar sempre pelo mesmo sítio, passando em revista todos os armários e gavetas pertinentes, torna-se mais rápido e mais eficiente. Use a pomodoro technique para estes casos, cronometre-se e tente preencher tudo no menor tempo possível mas sem deixar de parte nenhum produto. Nunca preencha a sua lista fora de casa e muito menos a conduzir: para além de perigoso e pouco aconselhável e a não ser que tenha uma extraordinária memória visual, não conseguirá ter uma noção real das quantidades e dos produtos que lhe faltam o que contribui para uma margem de erro maior. Quanto aos andróides… quando as mulheres governarem o planeta já poderemos ter esperança….

    6. O que tem na minha lista?

  • a) produtos e quantidades
  • b) produtos, quantidades, tempo que vou demorar a encontrar cada coisa, preço por unidade, preço total, preço que eu acho que deveria custar, quantas vezes compro por mês, etc etc
  • c) escrevo tudo na hora… nunca sei… noutro dia tinha uma florzinha…
  • d) celulose
  • Uma lista de compras é sempre feita de papel, sendo a celulose o seu componente principal, portanto se deu esta resposta, também poderia ser considerada certa… se isto fosse um inquérito na área da engenharia do ambiente, por exemplo… Quanto ao seu conteúdo semântico, convém que uma lista de compras tenha a informação necessária e adequada para o momento em questão. Não precisa de saber quanto gastou em produtos de higiene no mês passado enquanto está a fazer as suas compras nem tão pouco é mais relevante ter em conta a que preço estava há dois meses atrás. Essas informações devem ser processadas em casa e hoje existem plataformas online dos supermercados para o efeito. A sua lista deve ser prática e deve poder ser lida na maior confusão possível que podem ser os supermercados, especialmente se tem de ir às compras com um filhote mais novo e que requeira a sua atenção (todos requerem). Claro que também pode embelezar a sua lista com umas florzinhas… no entanto, não convém muito dar a mesma ideia ao seu filho de 3 anos ou ficará com um desenho fantástico da sua cara e sem lista…

    7. Consegue trazer todos os produtos que estão na sua lista?

  • a) em média, sim
  • b) esqueço-me de metade e trago outra metade que não tem nada a ver… de onde vieram estas bolachas com corante de joaninha??
  • c) quando chego a casa apercebo-me que não tinha feito bem a lista… falta o papel higiénico…
  • d) essencialmente cerveja e chocolate
  • Não somos ser perfeitos nem tão pouco deveria ser almejável. Devemos ser funcionais e nessa perspectiva, a sua lista deverá ter a mesma índole: é uma boa juda mas não se susbtitui ao nosso intelecto. Muitas vezes surgem promoções, produtos novos, uma ocasião inesperada da qual foi informada a caminho do super, cansaço do dia anterior. O imprevisto faz parte da nossa vida e é natural que por vezes as coisas não corram como queremos que corram. Desde que os objectivos das suas compras sejam minimamente cumpridos, dê-se por satisfeita. E se se esquecer de trazer o papel higiénico pode ser pedir ao seu marido para lhe ir buscar uns rolos. A cerveja e o chocolate também são importantes, sobretudo naqueles dias frustrantes em que nada corre bem.

    8. Onde guarda a sua lista?

  • a) no computador… imprimo quando preciso
  • b) na minha cabeça
  • c) numa gaveta na cozinha (várias cópias)
  • d) na sanita… raio dos miúdos…
  • Se a sua lista tem formato digital, convém ter algumas impressas de antemão numa gaveta ou local próximo da cozinha ou por onde irá começar a preencher. Se as tiver no computador e tiver que as imprimir de cada vez que tiver que a preencher, perderá mais tempo do que imprimir 10 ou 20 de cada vez. A sanita pode ser um local adequado para determinado tipo de substâncias, umas mais viáveis do que outras (os seus filhos curiosamente têm tendência para pensar que é um óptimo repositório para os brinquedos… e para a sua escova de dentes), mas tenho a certeza que é um local demasiado húmido para a sua lista de compras.

    Hoje de tarde seguirá um template de uma lista de compras que temos a propor-vos! Fique atento/a!

    Boa Terça e Boas Listas!

    PEDRA

    As listas de compras no início dos tempos eram bem mais simples…

    About the Author:

    Decidida, perseverante e viciada em desafios, mãe de 3 filhotes e esposa de italiano, a Rita é também, nas horas vagas, licenciada em Línguas e Literaturas Clássicas e Portuguesas, um curso que, indirectamente, a impulsionou a descobrir o mundo, ainda inexplorado, dos dispositivos médicos e da criopreservação de células estaminais, onde exerceu um papel de relevância no apoio logístico. Teve desde cedo o bichinho da organização, com a mania de querer sempre melhorar tudo e encontrar soluções para toda a gente e foi nesses dois âmbitos dos serviços médicos que começou a perceber que havia ali algum padrão reconhecível e caminho a singrar. Acabou a seguir o trilho de Professional Organizer, profissão ainda desconhecida em território português, fez formação nos Estados Unidos e tornou-se numa das POs pioneiras em Portugal, com formação certificada pela NAPO (National Association of Professional Organizers) da qual é também membro. Já andou pelo Consulado de Itália no Porto e pelo ramo imobiliário, mas é na OrganiGuru, a escrever o seu blog de ideias de organização (OrganiBlog) e a ajudar clientes a organizarem-se melhor que a Rita se sente como peixe dentro de água. Perita também na gestão de projectos e pessoal, nos seus tempos livres adora viajar e aprender novas línguas, deixar no perfil do FB as mil e uma ideias que lhe passam pela cabeça, resolver o cubo de Rubik 3x3 (quase) em apneia e aventurar-se pelo mundo da pastelaria, a sua catarse e terapia pessoal, sobretudo se envolver chocolate com 70% de sólidos de cacau. E uma cervejinha artesanal.

    Leave A Comment

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.