Quinta com Pinta – Cozinhando Soluções

Guardar e Armazenar são dois verbos que vão a par e passo com a organização. Muitas são as soluções apresentadas para levar a bom porto estas duas acções: para armários, para prateleiras e também para gavetas. Qualquer casa denuncia o seu carácter quando põe a nu as próprias gavetas o que não é excepção numa cozinha. Actualmente o mercado apresenta muitas e boas soluções para obter uma boa arrumação de gavetas, priorizando o aspecto prático e não deixando de parte a estética. Hoje apresentamos uma dessas soluções. O site onde fui buscar inspiração para este artigo é americano e é bastante conhecido pela comunidade de Professional Organizers nos Estados Unidos:

BatteryRackOrganizer_x

Esta solução é de todas e de longe a que mais me agrada pela sua originalidade. De facto, não existem muitas soluções para arrumar pilhas, sobretudo pelo seu tamanho e tipo de uso. Apesar de não ser um artigo de primeira necessidade e de não ser particularmente ecológico (a não ser que opte pelas pilhas recarregáveis), é sempre bom quando podemos contar com um sistema que nos permita organizar e inventariar um item que facilmente poderia ser comprado a dobrar por erro de cálculo. Uma última nota: se usa pilhas recarregáveis, mantenha o carregador perto das mesmas e escolha sempre uma gaveta mais escondida ou mais fora do alcance das crianças se tiver crianças pequenas em casa (se usar também pilhas muito pequenas, das que se usam para relógios ou para alguns comandos de garagens, utilize um sistema de cadeado ou semelhante para que só um adulto possa aceder, dado que são extremamente venenosas pelo seu conteúdo e têm causado a morte a algumas crianças).

Boa Quinta e Boas Gavetas!

About the Author:

Decidida, perseverante e viciada em desafios, mãe de 3 filhotes e esposa de italiano, a Rita é também, nas horas vagas, licenciada em Línguas e Literaturas Clássicas e Portuguesas, um curso que, indirectamente, a impulsionou a descobrir o mundo, ainda inexplorado, dos dispositivos médicos e da criopreservação de células estaminais, onde exerceu um papel de relevância no apoio logístico. Teve desde cedo o bichinho da organização, com a mania de querer sempre melhorar tudo e encontrar soluções para toda a gente e foi nesses dois âmbitos dos serviços médicos que começou a perceber que havia ali algum padrão reconhecível e caminho a singrar. Acabou a seguir o trilho de Professional Organizer, profissão ainda desconhecida em território português, fez formação nos Estados Unidos e tornou-se numa das POs pioneiras em Portugal, com formação certificada pela NAPO (National Association of Professional Organizers) da qual é também membro. Já andou pelo Consulado de Itália no Porto e pelo ramo imobiliário, mas é na OrganiGuru, a escrever o seu blog de ideias de organização (OrganiBlog) e a ajudar clientes a organizarem-se melhor que a Rita se sente como peixe dentro de água. Perita também na gestão de projectos e pessoal, nos seus tempos livres adora viajar e aprender novas línguas, deixar no perfil do FB as mil e uma ideias que lhe passam pela cabeça, resolver o cubo de Rubik 3x3 (quase) em apneia e aventurar-se pelo mundo da pastelaria, a sua catarse e terapia pessoal, sobretudo se envolver chocolate com 70% de sólidos de cacau. E uma cervejinha artesanal.

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.