Peça à Terça – À Costura das Ideias (3)

(Colaboração Blog Costurartis)

Na continuação do que temos vindo a fazer nas últimas semanas, aqui vai mais uma dose de soluções para Costura! Vamos a isso então:

Caracterize o seu espaço (Parte II)

1. Use carrinhos de gavetas / cestas: são bons aliados na costura pois podem servir para guardar os itens com maior uso e pode levá-los para outro quarto se tiver que fazer alguns ajustes a uma peça de vestuário no mesmo sítio onde foi vestida.

GEDC0170

2. Os saquinhos das sandes, sobretudo os que têm fecho, são fantásticos para guardar combinações com as quais pretende trabalhar – guarde os pedaços de tecido, o desenho, a linha e os botões (se os houver) dentro destes saquinhos, abra e use.

img_storagelg_17

img_sewing-storagelg_ss004

3. Arranje um cestinho para os vários pedaços de sobras de tecido que vai produzindo – tenha-o perto de si e, uma vez por semana, veja o que pode aproveitar e transformar.

img_storagelg_11

4. O que já não dá para si, pode dar para os seus filhos – separe aqueles pedaços de tecido e botões velhos que já não faz menção de usar e arranje instrumentos adequados que eles possam usar usar (encontra muitas lojas que os vendem, hoje em dia) e deixe-os explorar.

sew13

5. Crie áreas Multi-Tasking se precisa de aproveitar bem o espaço que tem: o mesmo sítio onde costuma usar o portátil pode ser um óptimo local para passar a ferro.

img_storagelg_14

6. Repense as funções dos objectos às sua volta: com alguma ginástica mental o seu quadro magnético transforma-se numa valiosa e original ajuda para colocar uma caixinha de alfinetes d’ama, pendurar umas fitas que estejam a uso, pôr bem a vista uma lista de tarefas para a semana em questão, etc.

organize-sewing-supplies_9

7. Ponha a sua atitude ecológica ao barulho: as caixas de ovos usadas e pintadas podem ser convertidas num prático tabuleiro a ter bem à mão.

EcoCaixa-de-costura-feita-de-caixa-de-ovos

8. Se utiliza regularmente meadas de lã e quer evitar que o fio fique todo emaranhado, os rolos de papel higiénico são óptimos para as guardar e pode personalizá-los (pode usá-los tanto pela parte de dentro como pela parte de fora, enrolando o fio à volta dos mesmos).

spinning4

9. Seja ecológica (parte II): na imagem seguinte mostramos algumas ideias para carrinhos de linhas – palhinhas de sacos de sandes, papel alumínio usado, pedaços de cartão, etc.

photo-3

10. Se faz projectos de costura também fora de casa, que tal uma boa malinha portátil para a acompanhar – uma velha caixa de ferramentas pode vir mesmo a calhar!

10402467_1095401613807938_4014798059968613527_n

Boa Terça e Bons Projectos!

About the Author:

Decidida, perseverante e viciada em desafios, mãe de 3 filhotes e esposa de italiano, a Rita é também, nas horas vagas, licenciada em Línguas e Literaturas Clássicas e Portuguesas, um curso que, indirectamente, a impulsionou a descobrir o mundo, ainda inexplorado, dos dispositivos médicos e da criopreservação de células estaminais, onde exerceu um papel de relevância no apoio logístico. Teve desde cedo o bichinho da organização, com a mania de querer sempre melhorar tudo e encontrar soluções para toda a gente e foi nesses dois âmbitos dos serviços médicos que começou a perceber que havia ali algum padrão reconhecível e caminho a singrar. Acabou a seguir o trilho de Professional Organizer, profissão ainda desconhecida em território português, fez formação nos Estados Unidos e tornou-se numa das POs pioneiras em Portugal, com formação certificada pela NAPO (National Association of Professional Organizers) da qual é também membro. Já andou pelo Consulado de Itália no Porto e pelo ramo imobiliário, mas é na OrganiGuru, a escrever o seu blog de ideias de organização (OrganiBlog) e a ajudar clientes a organizarem-se melhor que a Rita se sente como peixe dentro de água. Perita também na gestão de projectos e pessoal, nos seus tempos livres adora viajar e aprender novas línguas, deixar no perfil do FB as mil e uma ideias que lhe passam pela cabeça, resolver o cubo de Rubik 3x3 (quase) em apneia e aventurar-se pelo mundo da pastelaria, a sua catarse e terapia pessoal, sobretudo se envolver chocolate com 70% de sólidos de cacau. E uma cervejinha artesanal.

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.