Quinta com Pinta – É o Cabo dos Trabalhos!

Às voltas com os cabos? Vamos a-cab-ar com isso! Hoje trazemos mais uma solução fantástica para o ajudar a superar mais uma lomba chata na sua estrada a caminho de uma organização de cabos bem harmoniosa.

181456_446276582051259_113800095298911_1776373_1154192575_n

Esta solução é suficientemente auto-explanatória e mata dois coelhos a meu ver:

-para já faz proveito daqueles objectos esquisitos de uso documental cuja terminologia concreta escapa ao meu vasto conhecimento de materiais de escritório (eu costumo chamar-lhe coiso);

-é uma forma deveras inteligente (em jeito de ovo de colombo) de agarrar aqueles cabos que tem tendência para ficar no chão na parte de trás da secretária e cair para sempre no oblívio a que muitos chamam “cemitério das coisas inexplicavelmente perdidas atrás do pc / gaveteiro / caixote de lixo e que só descobrimos mais tarde quando mudamos de casa se entretanto o nosso filho de 3 anos não chegar lá primeiro e as tiver colocado em locais perfeitamente adequados como a sanita ou a sua gaveta das meias”.

Assim esses malandros não escapam mais e podem voltar a ser inseridos na porta usb / scart / outras mais complicadas que desconheço porque não sou informática sempre que precisar! Se fizer uso de umas etiquetas coloridas, para além de dar cor ao seu escritório, pode mais facilmente identificar os seus cabos.

Para a semana há mais!

Boa Quinta e Boas Cab-eçadas!

About the Author:

Decidida, perseverante e viciada em desafios, mãe de 3 filhotes e esposa de italiano, a Rita é também, nas horas vagas, licenciada em Línguas e Literaturas Clássicas e Portuguesas, um curso que, indirectamente, a impulsionou a descobrir o mundo, ainda inexplorado, dos dispositivos médicos e da criopreservação de células estaminais, onde exerceu um papel de relevância no apoio logístico. Teve desde cedo o bichinho da organização, com a mania de querer sempre melhorar tudo e encontrar soluções para toda a gente e foi nesses dois âmbitos dos serviços médicos que começou a perceber que havia ali algum padrão reconhecível e caminho a singrar. Acabou a seguir o trilho de Professional Organizer, profissão ainda desconhecida em território português, fez formação nos Estados Unidos e tornou-se numa das POs pioneiras em Portugal, com formação certificada pela NAPO (National Association of Professional Organizers) da qual é também membro. Já andou pelo Consulado de Itália no Porto e pelo ramo imobiliário, mas é na OrganiGuru, a escrever o seu blog de ideias de organização (OrganiBlog) e a ajudar clientes a organizarem-se melhor que a Rita se sente como peixe dentro de água. Perita também na gestão de projectos e pessoal, nos seus tempos livres adora viajar e aprender novas línguas, deixar no perfil do FB as mil e uma ideias que lhe passam pela cabeça, resolver o cubo de Rubik 3x3 (quase) em apneia e aventurar-se pelo mundo da pastelaria, a sua catarse e terapia pessoal, sobretudo se envolver chocolate com 70% de sólidos de cacau. E uma cervejinha artesanal.

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.