Nesta Segunda na Desbunda, propomos algo que se afasta um pouco do tema da Organização Profissional, mas que se destaca pela sua excêntrica criatividade e espírito intrépido, apesar da sua funcionalidade ser pouco pragmática no dia-a-dia.

Trata-se de um conjunto de invenções japonesas ou chindogu, cuja prática esteve muito em voga no Japão nos anos 80, que tinham como único propósito a resolução de simples problemas práticos do dia-a-dia de um normal japonês, tal como a febre dos fenos na primavera ou a falta de lugares sentados num autocarro. Ao depararmo-nos com a materialização das soluções pensadas, apercebemo-nos do quão ridículo seria pôr em prática as mesmas e, apesar de o problema em si ficar resolvido, levantam-se outros de ordem social. Essa é a definição própria de um chindogu: useless and useful at the same time. Na página mostram-se alguns exemplos de chingodus!

E você? O que poderia inventar para melhorar o seu dia-a-dia ou o dia-a-dia dos outros?

Boa Segunda e Boas Invenções!

CHINDOGU_1