Não me diga que ainda anda de volta do novelo de cabos? Vai uma ajudinha?

A última solução para cabos que apresento hoje destina-se à identificação dos mesmos, não vá o diabo tecê-las e desligarmos o computador por engano a pensarmos que era a impressora e lá vai o trabalho das últimas semanas. Também é bastante útil se tivermos vários cabos usb ligados ao computador.

CAB

Esta solução tem muitos segredos para contar:

-escolha uma cor para cada função: vermelho para o computador, verde para a impressora, amarelo para o rato, etc;

-use canetas de cor preta bem visíveis com palavras curtas e fáceis de perceber;

-evite usar siglas ou abreviações na descrição / identificação dos cabos que depois terá dificuldade em decifrar, a não ser que queira experimentar as mesmas actividades sinápticas do protagonista do Código da Vinci;

-actualize esta tarefa sempre que acrescentar mais um cabo, quando tiver que retirar outro ou sempre que houver alguma mudança de posição;

-tenha em conta sempre as outras pessoas: se partilhar o seu escritório com outras pessoas, convém que todas percebam a sua letra e o que pretende identificar – se “Computador” poder ser confundida com “Máquina de Lavar Roupa” está na altura de rever a sua caligrafia e de ir a um oftalmologista;

-se a limpeza do escritório estiver a cargo de outra pessoa, dê instruções precisas para a limpeza do “cantinho” dos cabos (ou covil de cobras, conforme a perspectiva): cerifique-se que a pessoa em questão entenda a organização da coisa e que a mantenha, levantando o que for preciso levantar para dar a coça semanal ao pózinho rastejante de secretária.

Boa Quinta e Boas Caligrafias!